Roteiros

Cânion Itaimbezinho

 

Localizado no Parque Nacional de Aparados da Serra o cânion mais famoso, o do Itaimbezinho, exibe paredões que chegam a 720 metros de altura, formados por rochas cheias de fendas.

O nome de origem Tupi desperta a curiosidade. A palavra itaimbé é a junção das expressões Ita: pedra e aimbé: afiada acrescida dá terminação "Zinho". Mas, por que o diminutivo, se de pequeno este cânion não tem nada? O "Zinho" é explicado pelo uso habitual e carinhoso, dado as coisas pelos habitantes de origem portuguesa que aqui chegaram.

Outra dúvida em relação ao nome é que nem tupis nem guaranis viviam na região dos aparados. Nesta área prevaleciam outros indígenas do tronco linguístico Jê. Nesse caso a explicação é que no Brasil colônia o uso do Tupi era a regra, tão comum entre os habitantes que foi proibido pelo governo que queria impor o uso do idioma português.

Ao observar as paredes íngremes, que parecem ter sido cortadas a facão, sabendo o significado dá junção dos termos logo se entende o porquê do nome. Visitado por milhares de pessoas todos os anos, o cânion Itaimbezinho propicia a realização de diversas atividades, como trekking e passeios de bike. Na parte de cima é possível caminhar por duas trilhas: a do Vértice e a do Cotovelo. As duas são fáceis, indicadas para visitantes de qualquer idade ou preparo físico. Crianças e idosos, fazem o percurso e chegam aos mirantes sem dificuldades. Já na parte de baixo, os visitantes podem se aventurar na Trilha do Rio do Boi, uma verdadeira expedição por dentro do cânion.

 

 

Cânion Fortaleza

 

O Fortaleza é um dos maiores e mais bonitos Cânions dá região, preferido entre os moradores da redondeza. Sua extensão é de 7,5km e suas paredes chegam a impressionante profundidade de 900 metros.

 

Isso já é o suficiente para responder o porquê de seu nome. Agora, imagina para os colonizadores que aqui chegavam ainda envoltos pelo imaginário medieval de cidades guarnecidas por muralhas e praias com seus fortes protegendo portos e baías? Obra dá natureza, essa fortaleza quase intransponível ajudou a proteger os ecossistemas ali encontrados. O Cânion Fortaleza é o mais conhecido do Parque Nacional da Serra Geral e também o mais visitado. Não possui nenhuma infraestrutura a não ser uma casa onde ficam os guardas que fazem o controle do número de visitantes. De Cambará do Sul até o cânion são 23 km.

Pedra do Segredo

 

A Pedra do Segredo é um bloco de rocha de 5 metros de altura, pesando 30 toneladas, equilibrada numa base de 50 centímetros. Um verdadeiro segredo que marca o início dá caminhada para observação dá extensão total do cânion.

Deste ponto conseguimos observar também o início do cânion em meio às mata nebular, formação vegetal endêmica da borda dos aparados e a cachoeira do Tigre Preto. Na caminhada é possível observar, além de toda morfologia do relevo dos campos de cima da serra, seus ecossistemas e sua fauna.

Cachoeira dos Venâncios

 

Já imaginou um banho de cachoeira longe de ser gelado. em que se pode caminhar por entre as quedas sem o perigo de escorregar no limo? E ainda, uma cachoeira que não está escondida pela floresta onde é possível sentir o calor do sol após um banho. Essa cachoeira existe sim. É a Cachoeira dos Venâncios.

Composta de várias quedas, é um recanto esplêndido na divisa entre os municípios de Cambará do Sul e Jaquirana. Muito procurada, principalmente no verão, proporciona a seus visitantes um contato íntimo com a natureza.

 

 

Passo do S

 

Localizada a 38km de Cambará do Sul, onde o rio Tainhas forma um lajeado de 80 metros de largura que despenca em uma bela cachoeira. Quando o rio está em seu nível normal, é possível atravessá-lo de automóvel, a cavalo ou ate mesmo a pé, necessitando, porem, muita cautela, pois neste local o rio deixa de ser profundo e corre sobre um lajeado. Neste passeio é possível conhecer uma belíssima paisagem por onde os tropeiros cruzavam o Rio Tainhas. A natureza foi caprichosa e este lajeado curiosamente tem o formato de um perfeito S, originando daí o nome do atrativo.

 

 

Passo da Ilha

 

O Passo da Ilha está localizado a 41km de Cambará do Sul, na divisa com São Francisco de Paula. Formado pelo Rio Tainhas, o Passo da Ilha possui um imenso lajeado que abriga uma pequena ilha em seu interior onde é possível se atravessar o rio de carro. Também são encantadores, os campos abertos repletos de flores aromáticas e mata nativa. O local possui camping com energia elétrica, um belo local para um banho de cachoeira.

Passeio das Cachoeiras Off Road

 

05 hs de Passeio com deslocamento de 98 km.

Trilha de nível leve nas margens de Rios

 

Passo da Ilha - Travessia de Rio a bordo de Jeep, vista de cascatas e lajeados, área para banho de cachoeiras.

Passo do S - travessia de Rio a bordo de Jeep, Caminhada de 700 mts para contemplação da Cachoeira do S.

Cachoeira dos Venâncios - 750 mts de Caminhada, com áreas para banho e contemplação da natureza.

 

Uma trilha para apreciar os belos Campos de Cima da Serra, a mata nebulosa e também as admiráveis cachoeiras da região: Cachoeira dos Venâncios, Passo do S e Passo da Ilha, em um percurso de 98km de Jeep. Este passeio  inclui travessias por dentro de rios, em  dias de verão permite banhos refrescantes em piscinas naturais e cachoeiras de águas cristalinas.

 

 

 

 

Rio do Boi

 

A trilha do Rio do Boi é indiscutivelmente uma das mais belas caminhadas realizadas no Parque Nacional de Aparados da Serra (Itaimbézinho), em razão de sua inconfundível e peculiar paisagem.

É uma trilha impressionante onde é destaques a riqueza da fauna e da flora e de sua fascinante geologia. Pode-se ainda apreciar o despencar das cachoeiras e suas piscinas de águas límpidas e naturais.

Passeios de Adrenalina

 

Além dos passeios off road, oferecemos passeios à cavalo, bote, bike e rapel

 

Consulte-nos para mais informações.

fones

54 9 9955.7171 (vivo)

54 9 8446.2440 (oi)

endereço

Av. Getúlio Vargas, 524 - Centro

Cambará do Sul / RS

Conheça também

Pague com

Previsão do Tempo